quinta-feira, 23 de junho de 2011

FRIO À LAREIRA

Estranha paissagem sem cor
parece tudo estar morto
mas não
esta assim
para em proxima etapa
Ai isso que parecia
triste
morto
Aparecerá com lindas cores
Cores em flores
arvores
enfim nas gramas
Essa  epoca de inverno
nos deixa mais
sensível
ficamos enroscados
embaixo das cobertas
dois seres a se agasalharem
Vida nos deixa mais juntos
nada separa esse Amor
Como esse clima frio
me deixa doida
de vontade de acender essa lareira
deitarmos
em nosso tapete
predileto
hum ali passariamos
a noite toda
sem nada a nos
importunar....

Um comentário:

  1. Adorei!!Apaixonante seu poema, parabéns, bjs
    Nádia Mentzingen

    ResponderExcluir