sábado, 14 de abril de 2012



Sou o mar revolto pelas tormentas
As larvas de um vulcão a eglodir
Sou um tsunami vindo em direção do mundo
A furia de um furacão ao encontrar algo pela frente...
Mas me torno a calmaria do mar
A dormencia do vulcão 
Sou um furacão qie perdeu a força 
A espera que o mundo apenas 
Ame seu proximo plenamente!
14/04/2012
AC

Nenhum comentário:

Postar um comentário